Diagnósticos, resultados e intervenções de enfermagem em pacientes com esclerose múltipla

Thatiane Monick de Souza Costa, Mariana Melo da Cruz Domingos, Bárbara Coeli Oliveira da Silva, Vinicius Lino de Souza Neto, Rosângela Vidal de Negreiros, Richardson Augusto Rosendo da Silva

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: A esclerose múltipla (EM) é uma Doença desmielinizante de etiologia autoimune, e está entre as principais causas de incapacidade neurológica não traumática nos adultos jovens.
Objetivo: Identificar os principais diagnósticos, resultados e intervenções de enfermagem e validar uma proposta de plano de cuidados para pacientes com Esclerose Múltipla.
Métodos: Estudo metodológico, realizado com 16 enfermeiros especialistas e 68 pacientes em uma unidade de Neurologia de um Hospital Escola, seguindo quatro etapas: elaboração dos Diagnósticos de Enfermagem; proposta inicial de resultados e intervenções de enfermagem; elaboração de um plano de cuidados; validação do plano por especialistas. Para a análise da concordância aplicou-se a escala do Coeficiente Kappa.
Resultados: Identificou-se quatro diagnósticos com frequência acima de 50 %, elencou-se quatro resultados de enfermagem e foram propostas 14 intervenções que alcançaram índice de concordância ≥ 0,8 entre os experts.
Conclusão: O estudo permitiu identificar os diagnósticos, resultados e intervenções de enfermagem para aplicação na prática clínica, além de validar a proposta do plano de cuidados para pacientes com Esclerose Múltipla.

Palabras clave

diagnóstico de enfermagem; esclerose múltipla; processos de enfermagem; estudo de validação.

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2017 Revista Cubana de Enfermería

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.