Avaliação de um curso de capacitação: implicações para a prática

Francielle Toniolo Nicodemos Furtado de Mendonça, Álvaro da Silva Santos, Ana Luisa Zanardo Buso, Bruna Stephanie Sousa Malaquias

Texto completo:

HTML (Português (Brasil))

Resumen

Introdução: cursos de capacitação na área da saúde proporcionam atualização técnico-científica, construção do trabalho em equipe e comunicação entre profissionais. Porém muitos cursos não são eficazes, devido à utilização de metodologias de transmissão de conhecimentos.

Objetivo: identificar os efeitos de uma ação educativa no trabalho após 120 dias.

Métodos: estudo qualitativo, que utilizou como estratégia metodológica a pesquisa-ação. Foi desenvolvido com 86 profissionais da Atenção Primária à Saúde do município de Uberaba que participaram de uma capacitação sobre a temática grupos de educação em saúde com idosos. Os dados foram coletados entre os meses de outubro de 2014 e janeiro de 2015 por meio de um questionário semi-estruturado e analisados pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo.

Resultados: entre os participantes houve predominância de mulheres (89,5 %), faixa etária entre 37 a 50 anos (54,6 %), a maioria enfermeiros (29,1 %). Quase a totalidade (95,3 %) dos participantes referiu estar envolvida em algum grupo de educação em saúde, como colaborador (54,9 %) ou coordenador (45,1 %). Após 120 dias da capacitação observou-se nos discursos uma releitura dos grupos e diversificação nos recursos utilizados, realização dos grupos com mais conhecimento e segurança, bem como o aumento do respeito ao idoso.

Conclusão: a educação permanente realizada de forma dialógica e participativa, considerando o contexto de trabalho dos profissionais, abre caminhos para a construção de uma atenção diferenciada aos idosos, pautada no respeito a essas pessoas e na confiança de que um trabalho educativo focado na promoção da saúde é possível de ser realizado.

Palabras clave

educação em saúde; idoso; capacitação profissional; educação continuada; avaliação educacional; atenção primária à saúde; pessoal de saúde.

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2017 Revista Cubana de Enfermería

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.