(Re) pensando a educação permanente com base em novas metodologias de intervenção em saúde

Amanda de Lemos Mello, Dirce Stein Backes, Marlene Gomes Terra, Rosiane Filipin Rangel, Elisabeta Albertina Nietsche, Cleton Salbego

Texto completo:

HTML (Português (Brasil))

Resumen

Introdução: A necessidade de repensar as estratégias de intervenção metodológicas com base Educação Continuada saúde, a fim de articular os conhecimentos e práticas e expandir / extrapolar o conhecimento científico e técnico, é uma preocupação constante das instituições de ensino e serviços de saúde.
Objetivo: Conhecer a percepção de estudantes de enfermagem e profissionais de saúde em face de novas metodologias de educação permanente em saúde.
Métodos: Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada em uma incubadora de aprendizagem hospital de médio porte, a região central do Rio Grande do Sul, Brasil. Os dados foram coletados através de entrevistas individuais, no período de março a junho de 2013, com 20 participantes.
Resultados: A análise de conteúdo temática emergiram três categorias: (re) pensar as práticas de saúde; impacto no processo de trabalho; e estratégias para o processo de qualificação.
Conclusão: Incubadora de aprendizagem constitui-se como uma nova estratégia metodológica, a fim de implementar educação permanente em saúde, e apresentar-se como uma ferramenta para intervir e re-pensar os cuidados de saúde.

Palabras clave

ambiente de trabalho; enfermagem; educação continuada; desenvolvimento de pessoal.

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2017 Amanda de Lemos Mello, Dirce Stein Backes, Marlene Gomes Terra, Rosiane Filipin Rangel, Elisabeta Albertina Nietsche, Cleton Salbego

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.