Atenção à saúde do homem: análise da sua resistência na procura dos serviços de saúde

Danilo Boa Sorte Teixeira

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem foi criada para direcionar as ações de saúde e reduzir os altos índices de morbimortalidade masculina. Traz a reflexão sobre masculinidade e concepções de gênero.
Objetivos:
identificar as causas que levam os homens a desenvolverem resistência no cuidado da sua saúde, e saber se as concepções de gênero trazem obstáculos à procura aos serviços de saúde.
Métodos: foi uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, realizada com moradores cadastrados na área de uma unidade básica de saúde do município de Guanambi, Bahia. Foram entrevistados 25 homens de 20 a 89 anos, com o uso de formulário semiestruturado.
Resultados: os homens são resistentes no cuidado da sua saúde devido a sentimentos de medo, vergonha, e por causas comportamentais como a impaciência, o descuido, prioridades de vida, e ainda com as questões relacionadas com a forma de organização dos serviços de saúde. Observou-se que os fatores ligados ao gênero exercem forte influência, muitas vezes até como obstáculo.
Conclusões:
constatou-se a necessidade que a Política de Saúde do homem seja repensada e melhor trabalhada quanto aos determinantes que envolvem o processo saúde doença desse público e que os profissionais entendam as suas singularidades. Esta pesquisa forneceu subsídios para que outras discussões sejam feitas com o intuito de proporcionar meios para a compreensão e adoção de estratégias que visem a implementação efetiva desta Política.

Palabras clave

Saúde do Homem; Gênero e Saúde; Enfermagem; Atenção Primária à Saúde.

Referencias

Pereira LP, Nery AA. Planejamento, gestão e ações à saúde do homem na estratégia de saúde da família. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2014 [Acesso em 2015 set 23];18(4):635-43. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n4/1414-8145-ean-18-04-0635.pdf

Martins AM, Malamut BS. Análise do discurso da política nacional de atenção integral à saúde do homem. Saúde Soc [Internet]. 2013 [Acesso em 2015 ago 15];22(2):429-40. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v22n2/v22n2a14.pdf

Cavalcanti JRD, Ferreira JA, Henriques AHB, Morais GSN, Trigueiro JVS, Torquato IMB. Assistência Integral a Saúde do Homem: necessidades, obstáculos e estratégias de enfrentamento. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2014 [Acesso em 2015 set 23];18(4):628-34. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n4/1414-8145-ean-18-04-0628.pdf

Teixeira DC, Brambilla DK, Adamy EK, Krauzer IM. Concepções de enfermeiros sobre a política nacional de atenção integral à saúde do homem. Trab educ saúde [Internet]. 2014 [Acesso em 2015 set 10];12(3):563-76. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v12n3/1981-7746-tes-12-03-00563.pdf

Oliveira MM, Daher DV, Silva JLL, Andrade SSCA. A saúde do homem em questão: busca por atendimento na atenção básica de saúde. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2015 [Acesso em 2015 set 7];20(1):273-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n1/pt_1413-8123-csc-20-01-00273.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: princípios e diretrizes. Brasília: Ministério da Saúde; 2009.

Sauthier M, Gomes MLB. Gênero e planejamento familiar: uma abordagem ética sobre o compromisso profissional para a integração do homem. Rev bras enferm [Internet]. 2011 [Acesso em 2014 jan 26];64(3):457-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v64n3/v64n3a08.pdf

Albuquerque GA, Leite MF, Belém JM, Nunes JFC, Oliveira MA, Adami F. O homem na atenção básica: percepções de enfermeiros sobre as implicações do gênero na saúde. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2014 [Acesso em 2015 set 25];18(4):607-14. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n4/1414-8145-ean-18-04-0607.pdf

Gomes R, Nascimento EF. A produção do conhecimento da saúde pública sobre a relação homem-saúde: uma revisão bibliográfica. Cad saúde pública [Internet]. 2006 [Acesso em 2014 dez 8];22(5):901-11. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v22n5/03.pdf

Souza LPS, Almeida ER, Queiroz MA, Silva JR, Souza AAM, Figueiredo MFS. Conhecimento de uma equipe da estratégia saúde da família sobre a política de atenção à saúde masculina. Trab educ saúde [Internet]. 2014 [Acesso em 2015 set 25];12(2):291-304. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v12n2/a05v12n2.pdf

Schraiber LB, Figueiredo WS, Gomes R, Couto MT, Pinheiro TF, Machin R, et al. Necessidades de saúde e masculinidades: atenção primária no cuidado aos homens. Cad saúde pública [Internet]. 2010 [Acesso em 2015 ago 17];26(5):961-70. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v26n5/18.pdf

Moreira RLSF, Fontes WD, Barboza TM. Dificuldades de inserção do homem na atenção básica a saúde: a fala dos enfermeiros. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2014 [Acesso em 2015 set 13];18(4):615-21. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n4/1414-8145-ean-18-04-0615.pdf

Couto MT, Pinheiro TF, Valença O, Machin R, Silva GSN, Gomes R, et al. O homem na atenção primária à saúde: discutindo (in) visibilidade a partir da perspectiva de gênero. Interface (Botucatu) [Internet]. 2010 [Acesso em 2015 ago 15];14(33):257-70. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832010000200003&script=sci_arttext

Trilico MLC, Oliveira GR, Kijimura MY, Pirolo SM. Discursos masculinos sobre prevenção e promoção da saúde do homem. Trab educ saúde [Internet]. 2015 [Acesso em 2015 set 7];13(2):381-95. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v13n2/1981-7746-tes-sip00015.pdf

Pinheiro RS, Viacava F, Travassos C, Brito AS. Gênero, morbidade, acesso e utilização de serviços de saúde no Brasil. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2002 [Acesso em 2015 ago 16];7(4):687-707. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v7n4/14599.pdf

Figueiredo W. Assistência à saúde dos homens: um desafio para os serviços de atenção primária. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2005 [Acesso em 2013 dez 2];10(1):105-9. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/csc/v10n1/a11v10n1.pdf

Pinheiro TF, Couto MT. Sexualidade e reprodução: discutindo gênero e integralidade na Atenção Primária à Saúde. Physis (Rio J.) [Internet]. 2013 [Acesso em 2015 ago 15];23(1):73-92. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-73312013000100005&script=sci_arttext

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2016 Danilo Boa Sorte Teixeira

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.