A construção do vínculo entre o homem e o serviço de atenção básica de saúde

Donizete Vago Daher Donizete, Priscila da Silva Domingues Priscila, Antonio Marcos Tosoli Gomes Antonio, Marja Ferreira Soares Nolasco Marja

Texto completo:

HTML (Português (Brasil))

Resumen

Introdução: a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem é uma importante ferramenta de orientação e reorientação de ações de promoção da saúde voltadas à população masculina de 20 a 59 anos, constituindo-se como área prioritária de atenção à saúde no Brasil. Objetivo: conhecer a ação do profissional de saúde como mediador do vínculo entre o homem e a atenção básica de saúde.

Métodos: estudo qualitativo, realizado por meio de entrevista com 20 profissionais de saúde de unidades de atenção básica de saúde do município de Niterói, localizado no estado do Rio de Janeiro/Brasil, após aprovação Comitê de Ética do Hospital Universitário Antônio Pedro da Universidade Federal Fluminense. Os dados foram coletados de fevereiro a agosto de 2012 e analisados por meio de análise de discurso.
Resultados: os profissionais de saúde desconhecem a Política Nacional de Atenção Integral Saúde do Homem e, assim, não correlacionam as diretrizes da Política com as demandas trazidas pelos homens que acessam os serviços de saúde, sendo a mediação do vínculo um processo ainda em construção.
Conclusões: o frágil movimento para o estabelecimento do vínculo utilizam estratégias pouco específicas destoando das diretrizes indicadas pela Política em questão. Indica-se a necessidade de socialização da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem nas diferentes instituições sociais, assim como capacitação permanente de profissionais e gestores cujo foco de ações deve ser a reorientação de hábitos de vida e de cuidado com a saúde por parte do homem.

 

Palabras clave

Salud del hombre , Masculinidad , Atención Primaria de Salud, Género y Salud.

Referencias

Gomes R. A saúde do homem em foco. São Paulo: Editora Unesp; 2010.

Brasil. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: princípios e diretrizes [internet]. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas; 2009 [citado 2012 out 29]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/politica_nacional_ atencao_integral.pdf

Lei nº 1.944 de 27 de agosto de 2009. Institui no âmbito do Sistema Único de Saúde a Política Nacional de Atenção Integral a Saúde do Homem [internet]. Diário Oficial da República Federativa do Brasil , Brasília (DF), 2009 [citado 2015 fev 02]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt1944_27_08_2009.html

Scharaiber LB et al. Necessidade de saúde e masculinidades: atenção primaria no cuidado aos homens. Cad. Saúde Pública [periódico na internet], Rio de Janeiro, 2010 mai; [citado 2015 fev 05] 26(5):961-970. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v26n5/18.pdf

Minayo MCS, organizadores. Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. 29ª ed. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes; 2010.

Helman CG. Cultura, saúde e doença. 2ª ed. Porto Alegre: 1994.

Couto MT, Scharaiber LB et al. Representações Sociais da violência de gênero para homens e perspectivas para prevenção e promoção da saúde. In Gomes R.Saúde em debate. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2011

Gomes R et al. Os homens não vêm! Ausência e/ou invisibilidade masculina na atenção primária. Ciênc. saúde coletiva [periódico na internet]. 2011, vol.16 supl.1, [citado 2014 dez 07]. Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232011000700030〈=pt&tlng

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2017 Donizete Vago Daher Donizete, Priscila da Silva Domingues Priscila, Antonio Marcos Tosoli Gomes Antonio, Marja Ferreira Soares Nolasco Marja

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.