Sistema de medicação e segurança do paciente à luz da teoria da complexidade

Suzane Gomes de Medeiros, Viviane Euzébia Pereira Santos

Texto completo:

HTML (Português (Brasil))

Resumen

Introdução: Um sistema é formado por partes coordenadas que possuem funções próprias e se articulam com o todo. Na saúde, o sistema de medicação é complexo e envolve várias etapas, as quais devem ser seguras para proporcionar um cuidado de qualidade. Caso esse sistema apresente fragilidades, erros podem acontecer em uma ou mais de suas fases, o que interfere na segurança do paciente.
Objetivo: Refletir sobre a complexidade do sistema de medicação e sua interface com a segurança do paciente a partir dos conceitos da teoria de Edgar Morin.
Métodos: Estudo reflexivo desenvolvido a partir de leituras correlacionadas com a área temática, através de artigos científicos disponíveis nas bases de dados Scientific Eletronic Library Online e Biblioteca Virtual em Saúde. A seleção dos materiais aconteceu em agosto de 2016.
Conclusão: A articulação entre o paradigma da complexidade e o sistema de medicação permite vislumbrar oportunidades de melhorias na qualidade do cuidado seguro. Entretanto, para uma maior compreensão desses sistemas, novas investigações necessitam ser desenvolvidas de forma a contribuir efetivamente com a assistência à saúde dos pacientes.

Palavras chave: Erros de medicação; segurança do paciente; enfermagem; filosofia em enfermagem.

Palabras clave

erros de medicação; segurança do paciente; enfermagem; filosofia em enfermagem.

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2019 Revista Cubana de Enfermería

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.