Preditores para o estabelecimento dos diagnósticos de enfermagem em pacientes transplantados renais

Richardson Augusto Rosendo da Silva, Bárbara Coeli Oliveira da Silva, Cristiane da Costa Silva, Vinicius Lino de Souza Neto, Flávia Allenuscha Costa Magalhães Magalhães, Maria Edjailma Silva Sousa

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: Atualmente a Doença Renal Cônica (DRC) é um problema de saúde mundial, no Brasil atinge mais de 90 mil pessoas. Objetivo: Identificar os preditores para o estabelecimento dos diagnósticos de enfermagem em pacientes transplantados renais. Métodos: Estudo transversal realizado com 84 pacientes em um hospital da região Nordeste do Brasil por meio de um roteiro de entrevista e exame físico. Para a elaboração dos diagnósticos empregou-se o modelo de Risner e para análise dos dados utilizou-se os testes de Qui-quadrado, exato de Fisher e Regressão logística. Resultados: Os preditores identificados foram: procedimentos invasivos para o diagnóstico risco de infeção; rompimento da superfície da pele, invasão de estruturas do corpo e deficiência imunológica para integridade da pele prejudicada; relato de cansaço e estado da doença para fadiga e relato verbal de dor e agentes lesivos para dor aguda. Conclusão: o estudo permitiu a identificação dos preditores dos diagnósticos de enfermagem associados aos fatores e características específicas dessa clientela.

Palabras clave

Transplante de rim; Diagnóstico de enfermagem; Processos de enfermagem; Cuidados de enfermagem; Enfermagem

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2018 Revista Cubana de Enfermería

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.