Os desafios do recém-graduado em Enfermagem no mundo do trabalho

Luís Paulo Souza e Souza, Weslla Sinara Soares Silva, Écila Campos Mota, Jansen Maxwell de Freitas Santana, Leila das Graças Siqueira, Carla Silvana de Oliveira Silva, Dulce Aparecida Barbosa

Texto completo:

HTML

Resumen

 

O estudo objetivou compreender como enfermeiros recém-graduados vivenciam seu primeiro emprego. Trata-se de pesquisa qualitativa, realizada com seis enfermeiros recém-graduados, em Montes Claros, Minas Gerais - Brasil. Utilizou-se entrevista para coleta dos dados, que foram gravadas e transcritas. Os dados foram trabalhados por meio da análise de conteúdo. O projeto foi submetido à apreciação e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, parecer número 01797/11. Quanto à caracterização dos entrevistados, os sujeitos identificados pela busca ativa na instituição de saúde foram graduados em duas diferentes instituições de Montes Claros. O ano de término da graduação dos pesquisados foi, na maioria, em 2009, totalizando 66,8 % (n=04). Observa-se que o período entre a conclusão do curso e o primeiro emprego não ultrapassou um (01) ano. Ao analisar e interpretar os dados da pesquisa, fez-se a identificação dos temas mais incidentes nos discursos que permitiu a identificação de categorias que evidenciaram os desafios enfrentados, os fatores que facilitaram as entrevistadas na sua transição e a percepção de sua formação na graduação com a realidade encontrada nas instituições de saúde. Essas categorias receberam as seguintes denominações: “Os desafios da liderança e gestão”; “Competência e habilidade técnica”; “Facilidades na transição para o mundo do trabalho”; “Formação versus realidade do profissional”. O primeiro emprego representou situação de estresse e medo, sendo pontos facilitadores a formação acadêmica, realização de estágios extracurriculares e apoio dos membros da equipe. Como dificultadores, notou-se pouca idade e inexperiência, dissonância entre a teoria da graduação e a prática profissional. O primeiro emprego foi marcado por dificuldades, mas pôde ser momento para superação dos limites decorrentes da formação profissional.


Palabras clave

Enfermagem; Prática profissional; Mercado de Trabalho; Educação em Enfermagem.

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2015 Revista Cubana de Enfermería

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.